Índice de inadimplência: entenda como funciona e como calculá-lo

4 minutos para ler

Com certeza você já deve ter tido que lidar com aquele cliente enrolado, que sempre enrola, ou às vezes nem paga o valor que está devendo, não é verdade? De tempos em tempos, toda empresa acaba tendo de lidar com alguns deles, mas o problema mesmo é quando isso ocorre com muitos de uma única vez.

Para conseguir compreender com que frequência tem de lidar com esse tipo de gente, existe o índice de inadimplência, que te permite calcular o percentual dos clientes com atraso no seu pagamento. Por meio dele, você consegue entender melhor a situação, e até mesmo acompanhá-la, visando impedir que todos esses atrasos escalem até ficarem insustentáveis.

Quer entender um pouco melhor esse índice? Então continue com a gente que nós vamos te explicar!

Qual a importância do índice de inadimplência?

Conhecer e acompanhar o índice de inadimplência da sua empresa é algo fundamental para garantir o bem-estar financeiro dela, além de melhorar a sua gestão de pagamentos. Justamente porque com um melhor acompanhamento dos atrasos de pagamento dos clientes, se torna muito mais prático para que os setores responsáveis entrem em contato com eles o quanto antes.

Convenhamos que não existe nenhum cenário onde ter clientes que não pagam é uma boa opção, não é verdade? Entretanto, por mais que nós tentemos manter o indicador o mais próximo de zero possível, na imensa maioria das vezes, essa é uma tarefa quase inalcançável.

Por isso, o índice é ferramenta fundamental, que te permite acompanhar esse indicador e compreender melhor quantas pessoas estão em atraso com a sua empresa. Assim, se torna mais fácil organizar as informações e pensar em estratégias para lidar com esse problema.

Como calcular o índice de inadimplência?

Com certeza você ficou bem mais interessado em utilizar o índice de inadimplência na sua empresa, não é verdade? Entretanto, para conseguir usufruir dos benefícios desse índice, é necessário primeiro entender como calculá-lo.

Para obter o índice de inadimplência da sua empresa, é necessário realizar a divisão de todos os pagamentos que estão em atraso de 90 a 180 dias pelo total de recebíveis do mesmo período. Ou seja, você não deve levar em consideração os dados atuais para calcular o índice desse mês, mas sim aqueles dentro desse período de tempo.

Após esse procedimento, você deve multiplicar o resultado por 100, e então encontrará o valor em percentual. De forma geral, o ideal é realizar o cálculo todo mês, de forma a acompanhar o desenvolvimento do índice, buscando reduzi-lo.

Qual o valor aceitável de uma empresa nesse índice?

Agora que você aprendeu a calcular o índice de inadimplência da sua empresa, você finalmente conseguirá entender o percentual de clientes que atrasam os pagamentos. Além disso, você ainda poderá realizar o acompanhamento mensal para entender se essa situação vem melhorando ou se agravando.

Entretanto, como você vai saber se o seu valor atual é bom? É claro que quanto menor, melhor, mas como saber se o seu percentual está muito fora da curva? A verdade é que isso depende muito do próprio setor de cada empresa, e acaba sendo algo bem particular.

Entretanto, é, sim, possível dizer que empresas que possuam um índice de inadimplência entre 3% e 15% estão obtendo bons resultados. Isso não é nenhuma regra, mas pode ser um bom parâmetro para você se orientar.

O índice de inadimplência é algo importantíssimo de ser levado em consideração pela sua empresa, principalmente para evitar que o número de clientes atrasados prejudique o seu fluxo de caixa. A melhor forma de lidar com isso é acompanhando o desenvolvimento e os resultados da sua marca nesse indicador, enquanto trabalha em novas estratégias para lidar com a situação.

Gostou do nosso texto? Então acesse o nosso blog para continuar a sua leitura e aprender muito mais sobre o assunto!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário